10 dezembro 2006

Esta é a árvore que dá as manhãs de Páscoa. Ainda está pequena. São árvores que ultrapassam os dois metros. Amanhã verás! Posted by Picasa

20 Comments:

Anonymous maria said...

Estou a conhecer a Madeira atravez da tua simpatia e estou a gostar. Na Madeira só não gosto do "Patrão"!
Quanto à árvore que dá as manhãs de Páscoa tenho várias e estão lindas neste momento.
Umas grandes, outras pequenas e outras bem pequeninas mas estão bem floridas.
Quando as podo na altura devida, se espetar os tronquinhos lá pegam e nasce mais uma, nesse aspecto sou abençoada tudo o que planto vai avante.
Bjs.

11/12/06 09:32  
Blogger anete joaquim said...

maria
Em que altura se poda?
Já tive aqui algumas delas mas nunca sobreviveram.
Esta que tenho andou meio morta, mas agora parece que está a pegar.
Tenho de a pôr no chão.
bjs

11/12/06 09:58  
Blogger anete joaquim said...

Quanto ao Patrão, vocês só não gostam dele porque só conhecem uma faceta da sua personalidade: a do homem que diz tudo o que lhe vem à cabeça de uma forma aparentemente bruta. São aspectos do discurso dele que interessam aos jornalistas, porque "vendem", são sensacionalistas.
Já vi plateias de continentais de renome, quando há seminários presididos pelo Alberto João, maravilhados com outro tipo de discurso que ele sabe fazer, muito bem, de improviso, de forma delicada e inteligente.
Os madeirenses não são estúpidos por votarem nele. Sabem que ele é um homem que promete e cumpre e que, quando não pode cumprir o que lhe pedem, diz na cara das pessoas que não vai fazer. É um político que sempre teve a missão de defender os interesses da Madeira e fê-lo.
Desenvolveu esta região como nenhum outro teria sido capaz. É verdade que se endividou, mas fê-lo para aproveitar o dinheiro que teve à disposição. É verdade que alguns enriquecem à sombra do PSD, mas acho que isso também aconteceria com qualquer outro partido que estivesse no poder.
Vive numa casinha modesta, que lhe deixaram os pais. Dos filhos quase nem se ouve falar. São uma família discreta. Pessoalmente, o AJJ é uma pessoa muito sensível, que se comove com simples gestos de simpatia que tenham para com ele.
Não vejo ninguém que o possa substituir no cargo. Pelo menos por enquanto.
E não penses que digo isto por ser PSD. Detesto política partidária, a demagogia que lhe está inerente e a "lealdade" a que obriga os militantes. Gosto de pensar pela minha cabeça e seria incapaz de defender um sim, quando penso que é não. Só votei PSD uma vez: nas últimas eleições legislativas regionais, quando o AJJ disse que se ia recandidatar pela última vez. Achei que merecia o meu voto. Pelo que fez pela Madeira.
Dizem que a política dele é só betão, mas essas estradas que anda a construir permitiram que muitos estudantes do campo viessem estudar para o funchal, na universidade; permitem a compra de casa mais barata, porque mais distante do Funchal; permitem o melhor escoamento de produtos agrícolas e outras coisas mais. É uma obra social. Antigamente, demorávamos 1h30 a ir à Ribeira Brava. Hoje vamos em 15 minutos. E isto para não falar em sítios mais longínquos!
Vocês só agora é que começam a ter apoio domiciliário. Nós já o temos há mais de 20 anos.
A cobertura de creches, o inglês na primária e a habitação social são coisas que já temos há nem sei quanto tempo. O nosso parque escolar é dos melhores que há. Um quinto dos madeirenses, de forma directa ou indirecta, tem habitação apoiada pelo governo. E olha que isto já vem do tempo em que não havia dinheiros comunitários.
Que diabo! É verdade que ele tem aspectos negativos, mas não tenham dúvidas: os madeirenses estarão a seu lado, se ele o pedir.
Eu, pelo menos, estarei!

11/12/06 10:34  
Anonymous maria said...

Ó Anete, não te zangues...eu só não gosto dele por ele dizer mal do continente!!!
Bjs.

11/12/06 14:29  
Blogger Ana Ramon said...

Parece-me que já estou a ver que planta é essa. Se é a que penso, tem aqui no Continente um nome mais de acordo com a época dela e chama-se "Estrela-do-Natal" ou Poinsétia. Aqui nesta minha zona não há porque não suportam este frio de Inverno. São oriundas do México e mesmo na zona da Maria, as que se vêem grandes nunca têm uma folhagem cerrada e ficam meias nuas, pelo menos as que tenho visto. Vamos a ver se é esta mesmo que estou a falar.

11/12/06 14:46  
Blogger Ana Ramon said...

Anete, estive a ler o teu comentário anterior e até fiquei com pena da Maria. Uma rapariga tão boa e a levar uma ripada dessas. Bem.. ela e nós porque disseste logo que "vocês só não gostam dele porque..." e vá de pimba e pimba!
Vou dar uma sugestão: uma vez que todos sentimos as dificuldades das políticas em vigor e como dizes e bem que as partes negativas existem em todos, e como já somos um grupinho constituído por 5 elementos praticamente fixos e com ideias e políticas diferentes, o melhor é deixar este tipo de discurso para um blog com esta temática. E aqui e no dos outros amigos limitarmo-nos a brincar como sempre temos feito sem nos preocuparmo-nos com os possíveis melindres. Que esta coisa de política, religião e futebol, é mesmo do caraças para todos ficarem chateados.
Concordas?
Um beijinho

11/12/06 14:50  
Anonymous maria said...

Depois do raspanete...até me esqueci de dar a resposta para a poda das árvores, que como a Ana diz e bem, aqui são Estrelas do Natal e costumamos podá-las em Março/Abril.
Bjs.

11/12/06 15:17  
Blogger anete joaquim said...

Minhas queridas! NÃO FOI UM RASPANETE! Muito menos à Maria! Pelo amor de Deus!

O que se passa é que, de facto, é essa a ideia que existe aí no continente sobre o Alberto João e, sabem que mais, já estou farta de ver "bater no ceguinho" sem poder falar. Se eu já tivesse levado a "porrada" que ele tem levado, se calhar já teria dito muito mais do que ele diz.
Isto de ser jornalista tem os seus quês. A bem dizer, devemos ser das pessoas com menos possibilidades de exprimir a nossa opinião. Aqui, quero fazê-lo. A todos os níveis. É o meu espaço de liberdade.
Trabalho num jornal que se farta de levar pancada por ser subsidiado pelo Governo. Se defendo o AJJ é porque estou a "defender o patrão", não sou isenta, sou parcial.
Se estivesse noutro órgão de comunicação qualquer e dissesse a mesma coisa, já era uma jornalista bestial, cheia de coragem de dizer o que penso. Mas, se calhar, não era bem aceite. São estas dualidades que me chateiam.
Já trabalhei noutros lugares e sabem que mais? Prefiro trabalhar no Jornal. Ao menos não engana ninguém. É "um jornal do Governo e da Igreja" mas, se lerem com atenção, a oposição também lá está expressa.
Como jornalista devo relatar factos, imparcialmente, sem conduzir o leitor. Logo, sem emitir opinião. Mas também sou cidadã! Tenho opinião! Onde é que está a minha liberdade de expressão instituída na Constituição? "Embrulhada" na isenção profissional?
Se a isenção me obriga a calar o que sinto, a fingir que não é isso que sinto, olhem, então prefiro não ser isenta. Opto pela verdade.
A verdade é que nunca me envergonhei de assinar o meu nome nos artigos que escrevo, sejam da oposição, sejam do governo! Posiciono-me na vida de uma forma humanista ( e não partidária) e acho que é de toda a justiça defender o homem quando ele precisa de apoio. Até porque o que está em causa, agora, é a Madeira.
Mas, sabes, Ana, tens razão! Sempre evitei trazer política e a minha profissão para este blog. Só que hoje foi o dia! Entendam isso como um desabafo entre amigos (mesmo sabendo que há outros leitores deste blog que talvez não o sejam). Não retiro uma palavra ao que disse, nem me arrependo de o ter dito. Disse-o para que vocês pudessem ter uma visão "do outro lado da coisa".
A Madeira levou um corte da União Europeia por ter atingido uma média de PIB que a exclui das regiões de objectivo 1. Leva, agora, outro corte do governo nacional, o que, na prática, pode vir a implicar três cortes, já que se calhar não vamos aproveitar a totalidade do dinheiro comunitário por não termos a nossa parte do co-financiamento. Quem vai sofrer com isto é o povo. Porque a verdade é que os madeirenses têm um custo de vida mais elevado do que os dos continentais e, em muitos casos, ganham menos. Os transportes são caríssimos, quando comparados com os daí. O preço dos transportes exteriores, por seu turno, reflectem-se nos produtos. Não tempos a possibilidade de ir a Espanha comprar mais barato, como vocês têm. Mesmo internamente estamos sujeitos aos preços que a menor concorrência empresarial impõe.
O AJJ poderia ter evitado os cortes europeus apresentando um PIB onde não se reflectisse o peso da Zona Franca. Se o fizesse, caíam-lhe todos em cima. O homem é preso por ter cão e por não o ter.
E, sabem que mais? A tão propalada dívida da Madeira, quando comparada com o que o governo nacional injecta em empresas públicas nacionais (dinheiro esse que também vem dos impostos dos madeirenses) é uma ninharia!
Tenho dito!
Puxa! Viva a liberdade de expressão!

Sobre política, está tudo dito. Fico-me por aqui!

VOLTANDO À JARDINAGEM:

Ana, é de facto uma poinsettia, também conhecida por "estrela da manhã".
Deve ser colocada num local iluminado, sem sol directo, mas quente e seco. (Deve ser por isso que não se dá bem aqui na minha casa, que é um local frio e húmido).
Deve-se evitar correntes de ar frio ou zonas de calor excessivo. (complicadinha, a planta!)
Regar quando a terra à superfície estiver seca ao tacto. Não molhar as folhas.

Um beijão
desculpem lá "a seca" política que vos dei hoje, mas olhem, também é uma forma de conhecerem melhor a Madeira!
RISOS, GARGALHADAS E TUDO O MAIS!

E podem continuar a não gostar do Alberto João. Não será por isso que deixarei de gostar de vocês. MAS NÃO ME PROVOQUEM!!! HEM?!

11/12/06 17:07  
Blogger anete joaquim said...

maria
Espero que tenhas percebido que não era um raspanete para ti. Acho que foi o meu peito que explodiu!
Obrigada pela dica sobre a poda. Nas informações que recolhi não vinha esse elemento.
Um beijão, minha querida e desculpa "o susto".
LOL, GRGR, risos e tudo o mais.
Diverti-me à brava, hoje, com esta história! Aliás, acho que foi o momento mais cómico que tive com a política! Só de pensar no vosso susto!hehehehe!
Sou doce, mas de dócil não tenho nada! Carneiro puro!

11/12/06 17:19  
Blogger anete joaquim said...

maria
Falta só uma coisinha! Posso? Vou dizer baixinho!
O AJJ não diz mal do continente! Diz mal é dos governos. Mesmo que sejam do partido dele! Sei lá! Já bateu no Cavaco! Na Ferreira Leite!
Agora, bate no Sócrates!...

Ah! Falta outra coisa! A grande reforma estrutural que fez na Madeira foi ter dado "a terra a quem a trabalha", quando acabou com o regime de Colonia. Eram grandes bocados de terra, de grandes senhores, cultivadas por colonos que, das coisas que plantavam tinham que dar metade ao senhorio. A lei feita nessa altura permitiu que os colonos comprassem a terra, por preços acessíveis.
Não deixa de ser irónico que um homem do PSD tenha feito uma "revolução agrária" à moda dos comunistas!...

Ah! E levou electricidade a toda a ilha. Sabes o que isso significa? Televisão, frigoríficos e tudo o mais que contribuiu para o bem-estar e a evolução das "gentes do campo"!
Há uma Madeira antes e outra pós AJJ. Ainda querem que o deixemos fugir?
(Coitado do homem! Bem que já merecia descansar um pouco!)
LOLOLOLOLOLOLOL!!!!!!!!!

11/12/06 17:43  
Blogger Ana Ramon said...

Eu dei a sugestão mas acho que fui um bocado palerma. Bem vistas as coisas, o blog é teu e tens todo o direito de dizeres o que te apetecer. Se te incomoda calares-te sobre esse assunto, acho bem que fales dele até quereres. A gente fica aqui à espera que voltes ao jardim.
Risos
(estou a brincar contigo)

11/12/06 18:59  
Blogger anete joaquim said...

Já passou! Já passou!
Podes brincar à vontade! Achei mesmo piada!
Quanto mais escrevia, mais vontade me vinha de escrever!
Ando a "engolir" muita coisa, que nada tem que ver com trabalho, e, talvez por isso, resolvi "abrir o saco" dessas questões políticas que me estavam "entaladas" na garganta!
No fundo, faz parte do meu dever de bem formar e informar...

Agora, já tenho mais espaço para "engolir" outras coisas, essas do foro pessoal, que, desculpem, não revelarei.

Quanto ao facto de o blog ser meu... Acho que também é vosso! Não vos proíbo opinião. Podem dar a vossa.

Já voltei ao jardim! Podem estar certos!
Um beijão. No fundo, agradeço à Maria ter-me dado a oportunidade de apresentar esta outra visão da Madeira e a minha opinião.
Só espero não a ter afugentado!!!!!
(risada à grande e à francesa)

11/12/06 20:54  
Blogger Chauffeur Navarrus said...

Pois eu...fiquem sabendo queridas amigas, que adorei estar aqui sentado com a Emma ao colo, a deliciar-me com os vossos comentários e sobretudo determinação da Anete! Lindo! É assim mesmo...
Quer se goste, quer não se goste, este espaço é bom para deitar cá para fora todas estas coisas e outras...
Eu, por exemplo, que por acaso não sou simpatizante do senhor em referência, confesso que gostei de ler a opinião de quem o conhece melhor.
É sempre interessante ver o outro lado.
E quanto aos temas e aos blogs... Este é um blog mais virado aos jardins, certo? Porque não falar do outro Jardim? :)
Piadinha engraçada esta, hein!? :)

11/12/06 21:32  
Blogger Chauffeur Navarrus said...

Pronto, pronto...
Vou-me já embora...
Fui...
CN

11/12/06 21:36  
Anonymous Anónimo said...

Chego tarde, mas chego!
Concordo duplamente com a Ana, de que estas questões da política, futebol e religião, são deveras sensíveis e de que (digo eu) na realidade, conhecemo-nos bastante pouco (a facilidade de fazer "conhecidos" através deste "media" é proporcionalmente inversa ao efectivo e sólido conhecimento interpessoal)
Aqui perdem-se as inflexões, as nuances e particularidades da linguagem e da relação pessoal.
Não quero com isto dizer de que não se construam relações, apenas de que são ainda mais virtuais e imaginárias do que todas as outras - as ditas "tradicionais".
Concordo ainda com a Ana, quando afirma de que o Blog deve ser o que o seu criador quiser!! É bom haver liberdade de expressão e de opinião!
O respeito que nos devem, passa pelo respeito que aos outros temos.

Desculpem o discurso arrevesado, mas não me apetece rever o texto!
Beijos para quem gosta de beijos. Quem não gostar, pode colocá-los "de lado"!

11/12/06 22:14  
Anonymous Anónimo said...

... que eu respeito!
:)

11/12/06 22:15  
Anonymous maria said...

Bom dia a todos.

Chego à conclusão que afinal valeu a pena a minha frase "na Madeira só não gosto do Patrão" porque deu origem a estes comentários que eu gostei de ler e que respeito a opinião de cada um!

Viva a liberdade de expressão.
Vivam os amigos deste blog.

Beijos para todos com um especial para a Anete.

12/12/06 09:32  
Blogger anete joaquim said...

ez
Andas para aí com uma questão existencial sobre beijos, que não estou a entender!
Eu cá adoro beijinhos, fofinhos, cheios de ternura! Beijinhos repinicados, daqueles de nos fazer ouvir os sinos. Ou daqueles "mando-te aqui uma boca"!!!!!!
Podes dar os que quiseres que vou aceitar sempre! Até já tenho aqui uma caixinha cheia de beijos! É a minha "colecção"!!!!!LOL
Tenho-os azuis, amarelos, vermelhos e até lilás. Há uns embrulhadinhos em papel de embrulho, outros soltos, a bailar na caixa, como que a me lembrar que existem.
AH! E também tenho uns molhados, lambuzados, ainda a cheirar a fresco!
De quando em vez vou à caixa e tiro um. Olho-o, remiro, empasto-o na cara e ando todo o dia com ele, com um ar feliz.
Ou provo-os! Sabem-me a mel. Pelo menos os que tenho na minha caixa!
Garanto-te! Vejo-os a todos. Nenhum deles é virtual!
Sabes que mais? Hoje vou-te oferecer um desses. O lilás! Adoro lilás! Vê lá se o empastas na cara, bem esparramadinho, bem coladinho a ti e andas feliz com ele o dia todo! Senão, mando-te a caixa toda!!!

12/12/06 09:46  
Blogger anete joaquim said...

CN
Essa do jardim teve piada! De facto, acabámos por não sair do tema! Bem que me parecia que continuava a sentir-me feliz com o meu Jardim!
Voltemos, então, ao jardim!
Tadinha da Emma, a assistir a esta dissertação toda, sem entender nadica de nada! Então isso faz-se à criança!?
Um beijinho cor-de-rosa para ela. Estava aqui embrulhadinho em papel celofane! É fofinho que nem algodão de açúcar!
Para ti, mando-te um beijinho saltitão, que me andava aqui a fazer um barulhão na caixa, aos pulos, a querer sair!

12/12/06 09:51  
Blogger anete joaquim said...

Maria
Valeu mesmo a pena! Até conseguiu pôr-me a cantar!
Um beijão, embrulhadinho em papel às bolinhas azuis!!!!

12/12/06 12:25  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home