07 janeiro 2007

Kalanchoe e "arroizinho"

É cedo. A anoneira grande ainda abriga, com a sua sombra, os kalanchoe. Coisa de pouca dura. Não tarda nada, o sol virá aquecê-los com os seus raios.
Enquanto isso, o "arroizinho" que as circunda agradece a frescura. Não se dá lá muito bem com calores excessivos. Os seus raminhos vão amarelando, desmaiando e, por vezes, não fora terem sido bem regados na véspera, vão desfalecendo, desfalecendo, quase que morrendo mesmo. Salvam-se os felizardos que ficam mais abrigados, na sombrinha.
Nem sempre é fácil manter este equilíbrio entre duas plantas tão distintas. Uma quer sombra e água em fartura; a outra sol e pouca água.
Mas, também, quem as mandou pôr juntas?






0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home