25 janeiro 2007

o canteirinho estreito

Este é o que eu chamo o canteirinho estreito. Fica no lado leste, a sul do caminho de pedra, junto à rede, logo a seguir ao canteiro das malvas.
Arranjá-lo foi o meu segundo objectivo cumprido de ontem.
Limpei a zona onde está o cróton de folha vermelha de algumas das campaínhas que ocupavam todo o espaço, por baixo das duas iucas macho, e plantei uns galhinhos de margaridas.
No outro lado, limitei-me a sachar a terra, tirar as daninhas, plantar algumas raquéis na bordadura e podar as duas margaridas que lá existem.
É neste espaço que, no ano passado, plantei as dálias. A roxa e a pom-pom, branquinha. Os bolbos lá ficaram. Sempre quero ver se, em Junho, florescem novamente.
À esquerda, numa das fotos altas, vê-se o molho de bálsamo que retirei do muro do canteiro das margaridas, por baixo da anoneira (que podem ver num post que coloquei antes deste).
E, como também podem reparar, há que varrer tudo isto.
É só esperar que a chuva acabe!








0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home