13 dezembro 2008

A pimenta é que dá gosto à sopa!...

Bem, já vi que não estão para conversa séria e como me sinto bem "picante", aqui vai uma imagem da minha pimenteira. Dá "pimenta-da-terra" ou "malagueta", uma pimenta com um sabor muito especial.
A imagem mais marcante que tenho sobre este tipo de pimenta é a do aspecto e sabor da sopa de couve que a minha mãe fazia no Inverno e que levava sempre uma destas pimentas. Meninos! Aquilo levantava logo uns calores, que não havia Inverno que resistisse!

E, agora, que já vos dei uma das imagens de que gostam, aqui vos deixo um pensamento malandreco:

Se o Estado financiar a indústria automóvel, para preservar os postos de trabalho das empresas desse sector, o que faz a seguir?
1- Vai obrigar os trabalhadores dessas empresas a comprar todos os carros que produzirem?
2- Não tarda nada está a injectar mais verbas nessas indústrias ou
3 - só vai perceber que esse não é o único sector em risco quando formos todos por água abaixo?

Essas empresas não estão mal porque não vendem? E não vendem porque não há compradores? E não os há porque esses não têm dinheiro? E não têm dinheiro, porque os salários estão baixos??????
Já vimos os bancos a pedir ajuda. Seguiu-se a indústria automóvel. As Câmaras já começam a reclamar mais verbas. Amanhã, acordo com outro sector a fazer o mesmo. Já estou a ficar aflita! Não vai sobrar nada para nós!
É pá, está na hora do povo se unir e pedir uma ajudinha ao Estado! É aproveitar enquanto há tanto milhão!
Estamos à espera de quê?
:)

:(

Riam-se, pá! Vai ser preciso muito humor para passar esta tempestade!
Bom fim-de-semana a todos.

11 Comments:

Blogger Cris Bolbosa said...

Pois é, parece que isto não vai nada bem. Sabes, costuma-se dizer que o nosso povo é "um povo de brandos costumes", passam a vida a abanar com a cabeça, é o deixa andar. E as coisas estão como estão. Aumenta-se o preço do pão? O leite? Alguém faz alguma coisa? Naaaa... só se ouvem lamentos, mas protestos, onde estão?
Os grandes alguma vez se preocupam se não temos dinheiro para comprar pão e leite? Para quê? O Zé povinho que se desenrasque! Agora para dar apoios aos grandes, para isso já há dinheiro.

Mudando de assunto, fico muito feliz por ver que voltaste. Mesmo que seja para bater nesses "gajos" todos, força aí, é a nova Anete a despontar, com tudo o que lhe pertence. E é isso que é preciso, é dares a volta por cima, seja de "costas ou de barriga".

Um beijo grande

13/12/08 14:38  
Anonymous Anónimo said...

Boa noite
Um grande abraço e as minhas saudações pelos artigos oportunos.
Fique bem.
Saúde e felicidade
Mr

14/12/08 23:42  
Blogger Espaço do João said...

Mas quem te falou em crise? Então não vêz O Millenium. O BPM, o BPP? Estão com os cofres a abarrotar. Qualquer dia assalto um banco desses e, ponho-me num banco do jardim a contar as notas. Não vêz o presidente do BPN a movimentar as suas contas? Já não sei onde vou por a minha fortuna a ser gerida. Queres ser minha sócia? Basta seres acionista e, para isso eu dou-te todo o dinheiro que quiseres. Na Suissa não vale a pena. Se calhar vou pô-lo a render num banco do Zimbaubue ou no Iraque. Tenho que arranjar um par de sapatos velhos para dar com eles na cabeça de quem me atasanar o juízo.Beijos João.

16/12/08 00:03  
Blogger anete joaquim said...

De facto, joão, quando os jornalistas chegam ao ponto de perder a sua postura profissional e perdem a cabeça (neste caso os sapatos) alguma coisa de muito grave se está a passar! LOL Achei um piadão àquela cena do Bush!
Quanto a parcerias financeiras... Olha, sabes que mais? Neste momento é melhor não nos fiarmos em ninguém.

cris
É verdade, sim senhora! Toda a gente se queixa de que o preço dos combustíveis não acompanha a quebra de preço do petróleo, mas ninguém se lembra que à conta do aumento do petróleo houve uma série de produtos e serviços que aumentaram e que não voltaram a descer quando o petróleo baixou.
Somos, de facto, um povo muito passivo.

Apesar dos protestos aqui emanados, sei que há soluções possíveis para sairmos desta crise. É preciso é que toda a gente colabore. Isto é, o Estado tem de exercer as suas competências, as empresas também e o povo também tem de alterar comportamentos.

mr
Um beijão. Fico feliz por ter voltado e desculpe esta reviravolta no blogue. Não desespere, que um dia destes volto a pôr mais fotos das flores.
Esta semana estou a trabalhar e tenho menos tempo para vir aqui.
Até à vista.

16/12/08 08:24  
Blogger Espaço do João said...

Sabes quem eu queria para ser também meu sócio? O padreco do Jardim Gonçalves. Talvês não fosse parar ao inferno mas de certeza que as Caraíbas me esperavam. Um beijo. João

16/12/08 14:08  
Blogger Espaço do João said...

Como podes verificar, à custa do sapato atirado ao Bush,já há fortunas a circular. Já há jogos electrónicos à venda que estão a render bom dinheiro. Ah grande sapato!!! Por este andar qualquer dia e, talvez não demore muito andamos todos à sapatada.Não auguro nada de bom, mas a nossa crise , pelo menos a minha já vem de muito longe.Nasci com ela,nada me importa se ela me levar para o crematório. Um beijo muito amigo. João

16/12/08 22:37  
Anonymous Anónimo said...

Boa noite Anete
Boa noite a todos.
E a crise instalou-se em todos os sectores!
Mas estou a tentar ser optimista. Amanhã é sempre outro dia.
Um abraço
Mr

17/12/08 22:42  
Blogger Espaço do João said...

Usurpando o Jardim de Pedra.

MR. Não vamos cair no desespero, sempre ouvi dizer que não há bem que sempre dure, nem mal que não se ature. Aqueles que nasceram na década de 30 e, 40 habituar-se-ão com mais facilidade. Agora as novas gerações há isso sim, vão sentir amargos de boca. Estamos a chegar ao Natal, para uns vai ser muito pesaroso mas outros arrotarão a bagaço, do champagne que beberam. Tenha um feliz Natal junto dos seus mais queridos. Abraço amigo. João

18/12/08 19:01  
Blogger Espaço do João said...

Querida Mana.
Já percorri a maior parte dos banco a ver se me emprestadavam algum. Sabes que me responderam? Então o amigo não conhece aquela canção do José Afonso, intitulada "os Vampiros"? Eles comem tudo e, não deixam nada...

18/12/08 19:09  
Anonymous Anónimo said...

Boa noite Anete
Boa noite a todos,
João obrigada pelas suas palavras.
A todos desejo um Natal muito feliz e um Ano Novo muito próspero.
Muita saúde a todos.
Volto em Janeiro.
Estou cheia de trabalho e tem de ser - dei um ultimato a mim própria.
Não posso passear nos vossos jardins.
Fiquem bem.
Anete cuide bem de si. Merece
Um grande abraço
Mr

21/12/08 00:02  
Blogger anete joaquim said...

Um Bom Natal para si, mr. Cá estaremos em Janeiro. Estes dias têm sido muito recheadinhos de trabalho e os próximos também hão-de ser. Cá voltarei assim que possível.

João
Pois é,a nossa geração ainda há-de dar cartas nesta crise. Somos rijos, talhados nas dificuldades da vida e não no facilitismo a que acostumámos os nossos filhos. Esses hão-de sofrer mais do que nós. Muito por nossa culpa! Esperemos que aprendam, pois tenho fé de que as adversidades que esta juventude está e há-de passar também a ajudará a tornar-se mais rija.
Um beijão muito grande para ti e fernanda.

23/12/08 22:47  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home